Páginas

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

A ilusão de que é possível mensurar a qualidade do ensino

O ENEM acontece este fim de semana, 3 e 4 de novembro, e milhares de estudantes do país todo realizaram o exame para medir o aprendizado no ensino médio e, principalmente, ingressar no ensino superior. Será que a prática de exames serve como avaliação da qualidade do ensino? A professora da Faculdade de Educação da USP, Cristiane Gottschalk, disse em uma entrevista para a revista Cult que isso é um mito.




"Acredita-se em um poder mítico dos números e esquece-se que o ensino tem objetivos que não são passíveis de mensuração quantitativa." Isso é uma realidade cada vez mais comum no sistema educacional atualmente. O Ministério da Educação pretende reformular o currículo das escolas para se enquadrarem no sistema de avaliação do ENEM, isso porque os resultados das avaliações do ensino não foram satisfatórios. Há um engano aqui, de que é possível mensurar a qualidade do ensino com números e gráficos de notas de uma avaliação de múltipla escolha. No entanto, educação vai além da habilidade de ensinar a marcar uma alternativa em uma prova; é o ensino de práticas para se viver em uma sociedade, há a parte do desenvolvimento de valores humanos, negligenciado nessas formas de avaliação. Além disso, a arbitrária determinação do governo sobre o que o professor deve ensinar e como ele deve fazer seu trabalho diminui a independência e liberdade desse profissional no exercício de sua função.

O ENEM é baseado em uma teoria pedagógica denominada "pedagogia das competências", competências essas específicas para o mercado de trabalho. Sim, a imposição de tal metodologia em todas as escolas públicas transformará a educação em formação de trabalhadores. A medição numérica do ensino serve aos interesses privados das escolas e cursinhos em uma guerra infindável por alunos, usando esses resultados indiscriminadamente como se expressasse a qualidade de tal instituição. O que na realidade pode ser dito sobre o modelo de ingresso nas universidades através do vestibular. Nunca foi um modelo de avaliação que avaliasse adequadamente 10 anos de escola, o que torna todo esse período escolar - tirando a formação humanista e social que, se implantado tal modelo de pedagogia desaparecerá do sistema educacional - inútil. Centralizar essa avaliação em uma única prova nacional só torna pior.

Por experiência pessoal eu posso afirmar que as avaliações realizadas pelos governos para medir a qualidade da educação não podem gerar um resultado que honestamente reflitam a qualidade. Recentemente o governo do estado realizou uma avaliação com questões completamente fora do currículo do ano dos alunos. Questões que eles não acertariam, não por falha do sistema educacional, mas porque não era relativo ao período que se encontravam. Além dessa falha, há fatores que não podem ser mensurados em números de notas e que são determinantes para o ensino. Técnicas de memorização, modos de comparar e organizar fenômenos, diferentes formas de raciocínio ... Isso vai de encontro com meu texto de ontem, Ciência não é religião, quando eu digo que o sistema educacional não se preocupa mais com conceitos fundamentais, em ensinar como as coisas funcionam, realmente treinar as pessoas a pensarem. Estamos treinando pessoas capazes de marcar uma alternativa, que irá refletir em um número, para dizer que a escola é de qualidade e com isso conseguir mais investimento - enquanto escolas sem tanta sorte são deixadas de lado. 

Aos estudantes que prestaram o ENEM, boa sorte, tranquilidade, durmam bem, alimentem bem e bebam água(principalmente por causa desse calor infernal). 

_____________________________________________

Área Comercial:

Clique nas imagens e aproveite as ofertas que a Livraria Cultura preparou para você.



Minimanual ENEM

Você tem em mãos um livro que traz toda orientação necessária para prestar o ENEM. Do conhecimento básico a informações pertinentes, ideais para quem quer estar bem preparado. Contém todas as Matrizes de Referências, com uma linguagem simples e dinâmica, além de dicas e orientações de estudo e preparação para a prova e explicações sobre a nova abordagem do ENEM. Ao fi nal de cada conteúdo, você conta com questões do ENEM respondidas e comentadas por quem entende do assunto. Tudo isso e mais em um formato prático, que cabe no seu bolso.




Superdicas para ler e interpretar textos textos no ENEM

Esta obra busca ensinar ao leitor a análise de diversos textos, como jornais, reportagens, quadrinhos, tabelas, fotografias, ilustrações, entre outros. Segundo os autores, para o Exame Nacional do Ensino Médio, o importante é saber ler inclusive textos não-verbais. A obra traz 60 dicas a fim de auxiliar os vestibulandos no exame.

Um comentário:

  1. Meu nome é António Batalha, estive a ver e ler algumas coisas de seu blog, achei-o muito bom, e espero vir aqui mais vezes. Meu desejo é que continue a fazer o seu melhor, dando-nos boas mensagens.
    Tenho um blog Peregrino e servo, se desejar visitar ia deixar-me muito honrado.
    Ps. Se desejar seguir meu blog será uma honra ter voce entre meus amigos virtuais, decerto irei retribuir com muito prazer. Siga de forma que possa encontrar o seu blog.
    Deixo a minha benção e a paz de Jesus.


    ResponderExcluir